A complementaridade da responsabilidades social e ambiental

Por Leonardo Motta

A responsabilidade ambiental e social, juntamente com a econômico-financeira, formam os pilares da sustentabilidade. Porém, pouca gente sabe o real significado de sustentabilidade. Não é apenas “ser verde” ou “ecologicamente correto”.

Ela envolve desenvolvimento sem comprometer o futuro das próximas gerações, baseando-se num consumo consciente. A dimensão ambiental abrange compreender o impacto que geramos ao produzir ou consumir insumos e serviços, e como podemos amenizar os resultados negativos. Já a dimensão social envolve o consumidor/trabalhador e as consequências geradas pelas atividades econômicas nas comunidades locais.

No entanto, ainda que alertados do paradigma ambiental atual, a população terrestre consome, atualmente, 60% mais recursos naturais do que o planeta é capaz de gerar, de acordo com o Instituto Akatu (akatu.org.br). Obviamente, essa equação é de difícil sustentação.

Mas; como consumir gerando menor impacto? Comprar de fabricantes locais, tendo responsabilidade social, e de empresas com certificação ambiental já é um bom começo. Prefira produtos que não levem tanto tempo para se decompor no meio ambiente. Com essas poucas ações, já é possível fazer a diferença.

Similar Posts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.